Vivo prioriza expansão de FTTH e IPTV

A Vivo fechou o terceiro trimestre com 1,6 milhões de assinantes de TV paga no Brasil, queda de 1,1% em relação ao Q317, “devido à decisão estratégica da companhia de despriorizar a tecnologia DTH”.
A operadora está focada agora em expandir a rede FTTH e a oferta de IPTV. Segundo o chief operating officer Christian Gebara, a Vivo vai fechar o ano com 9 milhões de home passed de FTTH e para 2020 a expectativa é alcançar 15 milhões .
Os acessos de IPTV cresceram 52,7% y-o-y no Q318 e totalizaram 536 mil. O ARPU de TV evoluiu 2,3% y-o-y neste trimestre, “refletindo a estratégia da companhia com foco em clientes de maior valor”. A receita de IPTV apresentou crescimento de 44,3%.
Nos nove meses do ano a empresa expandiu sua rede de FTTH para 16 novas cidades e, até o final do ano, serão mais de 25 novos municípios. O acelerado ritmo de expansão reflete nas receitas de FTTH que cresceram 48,2% no trimestre, e nos acessos, que subiram 45,4% em relação ao igual período anterior.