A emissora brasileira de televisão aberta TV Cultura fechou um acordo para passar a usar o satélite Intelsat 11 como provedor de serviços de Televisão Digital Terrestre para o território brasileiro, além de usar sua capacidade para poder captar novos públicos nas Américas do Sul e Norte e Europa.

Principal difusora de conteúdo educativo, a TV Cultura aproveitará a banda C do Intelsat 11, na posição 317° Leste, para distribuir serviços TDT para mais de 300 torres torres terrestres e também para operadoras de TV paga nacionais. A tecnologia também permitirá que seus 178 canais, sendo 31 em HD, poderão ser transmitidos para outros países, já que a Intelsat oferece serviços de cabo, DTH e TDT para países de todo o mundo.

O Diretor Técnico da TV Cultura Gilvani Moletta afirmou que é complexo assegurar confiabilidade, alta qualidade e distribuição de conteúdo a nível mundial, mas o satélite da Intelsat proporcionará uma solução integral e rentável que mantém a integridade da programação do canal. “É importante pois a comunidade de vídeo no Intesat 11 nos permitirá ampliar nossa base de clientes e aumentar nossa oferta de produtos fora do Brasil para captar novos públicos na América Latina, América do Norte e Central, e Europa”, completou.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Print this pageEmail this to someone

A emissora brasileira de televisão aberta TV Cultura fechou um acordo para passar a usar o satélite Intelsat 11 como provedor de serviços de Televisão Digital Terrestre para o território brasileiro, além de usar sua capacidade para poder captar novos públicos nas Américas do Sul e Norte e Europa.

Principal difusora de conteúdo educativo, a TV Cultura aproveitará a banda C do Intelsat 11, na posição 317° Leste, para distribuir serviços TDT para mais de 300 torres torres terrestres e também para operadoras de TV paga nacionais. A tecnologia também permitirá que seus 178 canais, sendo 31 em HD, poderão ser transmitidos para outros países, já que a Intelsat oferece serviços de cabo, DTH e TDT para países de todo o mundo.

O Diretor Técnico da TV Cultura Gilvani Moletta afirmou que é complexo assegurar confiabilidade, alta qualidade e distribuição de conteúdo a nível mundial, mas o satélite da Intelsat proporcionará uma solução integral e rentável que mantém a integridade da programação do canal. “É importante pois a comunidade de vídeo no Intesat 11 nos permitirá ampliar nossa base de clientes e aumentar nossa oferta de produtos fora do Brasil para captar novos públicos na América Latina, América do Norte e Central, e Europa”, completou.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Print this pageEmail this to someone