Teles e radiofusoras propõem adiar o desligamento analógico no Brasil

Após muitas negociações entre as operadoras de telecomunicações e as emissoras de radiofusão, o grupo responsável pela TDT Gired aprovou a entrega de uma proposta ao governo, para adiar o desligamento analógico nas cidades que precisam da limpeza da faixa para 2018, deixando um segundo grupo de cidades para terem o sinal desligamento somente em 2023.

Em 2016 seriam então desligadas somente as cidades de Rio Verde e Brasília e em 2018, cerca de mil cidades que possuem problemas de congestionamento de faixas. A proposta ainda será formalizada e caso aprovada pelo Ministério das Comunicações, começarão a serem colocadas em prática as novas diretrizes para as pesquisas de domicílio, distribuição de conversores e comunicação sobre o switch-off.

O Gired afirma que o adiamento do cronograma seria a melhor alternativa para contornar problemas como os lugares que não possuem ainda sinal digital e a situação econômica do país que impede muitos telespectadores de comprar conversores para a TV digital. A próxima reunião do grupo será no dia 12 de fevereiro.

 

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Print this pageEmail this to someone