Netflix não aumentará seus preços no Brasil apesar de aumentos nas Americas

A Netflix anunciou nesta semana um aumento em seus preços para assinantes nos Estados Unidos e vários países da América Latina, com exceção do México e do Brasil, que continuarão com as anteriores.

A Netflix aumentará o preço de seu plano mais popular, o Standard, em 18%. Custará USD 13 por mês, em vez dos USD 11 que custou anteriormente, segundo o The Wall Street Journal. O plano mencionado permite que os assinantes podem ver conteúdo em duas telas de uma só vez e com HD disponível. Os novos preços afetarão todos os novos assinantes e, nos próximos meses, todos os clientes existentes.

Da mesma forma, a assinatura básica do Netflix, que permite a reprodução em uma única tela com qualidade padrão, será de oito a nove dólares e o plano Premium Ultra HD (4K) custará USD 16 por mês, quando anteriormente custou USD 14.

Esta é a quarta vez que a Netflix aumenta o preço de seus planos, que se manteve estável desde outubro de 2017, e representa o maior aumento desde que a empresa lançou seu serviço de streaming, há 12 anos.