Antes de sua participação na conferência NexTV Series Brasil 2017, Alberto Menoni, Head of Broadcast, Media & Entertainment Partnerships – Brazil do Google, fala em entrevista à NexTV News Brasil sobre as principais demandas das emissoras abertas e o crescimento do mercado publicitário online. No país, Google tem parcerias com todos os TV Broadcasters brasileiros.

Na quinta edição do evento organizado pela Dataxis, Menoni vai participar do painel “TV aberta para multi-tela e OTT”, junto com executivos dos canais SBT, Record TV, TV Cultura e RedeTV. A NexTV Series Brasil acontecerá amanhã, dia 19 de abril, no Grand Hyatt de São Paulo.

 

– Quais são os objetivos para este ano no mercado brasileiro?

O nosso objetivo é estreitar a parceria com todos os players deste mercado, cobrindo as áreas de distribuição de conteúdo, melhoria da experiência dos usuários/televidentes e a monetização.

 

-Quais são as principais demandas dos broadcasters no mundo online?

As principais necessidades dos TV Broadcasters no mundo online giram em torno dos 3 assuntos citados acima, distribuição de conteúdo, melhoria da experiência dos usuários/televidentes e a monetização.

O grande desafio que todos enfrentam é a maximização da margem bruta proveniente da soma de todas as combinações possíveis de tipos de conteúdo (longo/curto, premium/padrão), canais de distribuição (próprios e de 3os), mecanismos de monetização (publicidade, assinaturas) e janelas de exibição.

Outro desafio importante é a decisão de quanto investir num negócio em rápido crescimento, mas que ainda não tem uma representação significativa na receita das empresas.

 

-Como vê o mercado de publicidade online no Brasil atualmente?

Em linhas gerais, o uso da web cresce constantemente, seja pelo aumento do número de pessoas conectadas, principalmente a partir de plataformas móveis, como pelo aumento do tempo despendido pelas pessoas conectadas. Os anunciantes seguem os consumidores a procura de oportunidades de comunicação com os mesmos. Como consequência a gente vê um aumento constante no investimento publicitário online.

Este mercado é extremamente dinâmico. Continuamos vendo uma migração do investimento para plataformas móveis, agora combinado com migração para modalidades programáticas e um crescente investimento em TV/vídeo.

Todo esse avanço é reflexo do nosso comportamento em relação à tecnologia e como nos relacionamos com ela em nosso dia a dia. E é justamente o nosso comportamento de consumo de tecnologia que propicia oportunidades e desafios para as marcas. Propaganda era sinônimo de anúncios impressos, rádio, outdoor e de TV, mas, hoje, para falar com cada um de nós, que vivemos online, 24 horas, a propaganda foi obrigada a se reinventar.

A explosão do vídeo online só comprova o engajamento do brasileiro com um formato que sempre esteve em nossas casas, mas que hoje está em nossas mãos. Mais da metade do consumo de vídeo no YouTube já acontece em celulares. Mobile é mass media (são mais de 240 milhões de aparelhos no Brasil) e deve estar cada vez mais no centro de qualquer estratégia de comunicação.

-Google já lançou YouTube Tv nos Estados Unidos. O serviço vai ser lançado no Brasil?

Não temos nada a anunciar neste momento.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Print this pageEmail this to someone