Joint venture entre órgãos públicos de TV, rádio e telecomunicações vai distribuir TDT em Moçambique

A TMT, joint venture entre as empresas públicas Televisão de Moçambique (TVM), Rádio Moçambique (RM) e Telecomunicações de Moçambique (TDM), foi anunciada como responsável pela transmissão e distrubuição da TV digital no país.

A licença para criptografar, multiplicar, transportar e transmitir o sinal TDT de Moçambique foi concedido à TMT pelo Instituto Nacional de Comunicações. Em novembro de 2010 o país adotou o padrão europeu DVB-T2 TDT e a partir disso foi criada a Comissão Nacional de Migração Digital para estabelecer as políticas de migração do analógico para o digital.

A União Internacional de Telecomunicações (ITU em inglês) estabeleceu o prazo de junho deste ano para estar completo o processo de migração de sinais, porém segundo a União de Telecomunicações da África somente os países Tanzânia e Ruanda conseguiram cumprir a data estabelecida. Entretanto, a ITU destacou Malaui e Moçambique como países que conseguiram progresso nos seus esforços para migrar para o sinal digital de televisão.