A receita de TV por assinatura da Telefônica/Vivo no primeiro trimestre registrou um crescimento de 21,1% na comparação como mesmo período de 2015. A empresa informou que esta evolução é uma resposta ao crescimento da base de assinantes dos serviços premium (IPTV e DTH interativo, com conexão à banda larga). Segundo a compania, a receita do segmento premium corresponde a mais de 70% da receita de TV por assinatura.

No seu relatório trimestral, Telefônica informou que a receita dos serviços premium cresceu 33,6% no último ano.Os acessos de TV por assinatura da Vivo cresceram 4,9% na comparação anual, chegando a 1.787 mil assinantes no primeiro trimestre, sendo 67,5% desse total clientes premium. Desta maneira, a base de assinantes de TV paga premium aumentou 17,7% anual.

 

A companhia também destacou o forte crescimento do ARPU da TV paga (12,6% versus 1° trimestre de 2016) . O ARPU de TV por assinatura fechou março em R$ 88,8 (€ 22,2). No entanto, O ARPU dos serviços premium fechou o trimestre em R$ 90,2 (€ 22,6).

 

O serviço de IPTV da Vivo está disponível em São Paulo. Por outro lado, Vivo opera atualmente duas plataformas DTH: a própria (que usa o satélite Amazonas) e a plataforma da GVT (Intelsat)

 

No passado dia 15 de abril a marca GVT deixou de ser utilizada oficialmente no Brasil e passou a fazer parte da Vivo, que comprou a operadora em 2015.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Print this pageEmail this to someone