Governo do Brasil resolve manter data do desligamento analógico

O ministro das Comunicações do Brasil André Figueiredo afirmou que haverá o desligamento analógico em Rio Verde (GO) no dia 29 de novembro, conforme estipulado pelo cronograma do governo. A cidade foi escolhida como projeto piloto para o switch-off e migração para sinal TDT, porém a meta de 93% dos lares prontos levantou a possibilidade de ser necessário um adiamento.

A primeira pesquisa de campo em Rio Verde revelou que apenas metade dos lares estavam aptos para receber o novo sinal, no entanto uma nova pesquisa a ser revelada próxima da data do desligamento pode trazer um percentual maior, já que serão incluídos os lares do projeto Bolsa Família que receberam conversores e existe a possibilidade de serem contadas também as casas que possuem TV paga. Desta forma foi decidido que o desligamento gradual acontecerá como planejado, para tentar completar a migração até 2018.

Segundo o ministro, Rio Verde servirá como modelo para que problemas possam ser minimizados em cidades grandes como Brasília, que também corre o risco de não ver o desligamento analógico dentro do prazo. A migração para TDT também está atrelada ao desenvolvimento de banda larga móvel 4G, já que a faixa 700 MHz será liberada do sinal analógico para ser usada pelo 4G. A faixa foi leiloada pelo governo e as teles tem feito pressão para que o cronograma do switch-off seja cumprido a fim de começarem suas operações na frequência

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Print this pageEmail this to someone