A TV digital teve uma proporção de acessos por domicílios de um aumento de 8,6 pontos percentuais e chegou a 39,8% dos domicílios com televisão em 2014. Os dados da PNAD TIC 2014, para o setor de tecnologia da informação e comunicação da Pesquisa Nacional por Amostragem de Domicílios do IBGE, publicado no dia 6 de abril 2016, mostram o tamanho do desafio do governo e da EAD em promover até 2018 o “switch off” da TV analógica, ainda predominante.

 

Na TV digital com sinal aberto, os dados mostram que cresceu tanto na área rural quanto na urbana, chegando, respectivamente, a 15,7% e 43,5% dos domicílios com TV. Em 2014, o país tinha 67 milhões de domicílios particulares permanentes e 97,1% deles (65,1 milhões) possuíam o aparelho de TV. Esse indicador cresceu 2,9% em relação a 2013, informa o site Telesíntese do portal Terra.

 

A TV por assinatura digital cresceu 12% em relação a 2013, alcançando 32,1% dos domicílios com aparelho de televisão. Assim como a TV digital aberta, a TV por assinatura estava mais presente na área urbana (35,9%) do que na rural (7,5%). O Sudeste continuou com a maior proporção de domicílios com TV por assinatura (43,6%), com o Sul (32,5%), Centro-Oeste (30,0%), Norte (19,8%) e Nordeste (16,3%). Somadas as porcentagens (142,2%) ultrapassando os 100% devido a contagem ser feita por quantidades de aparelho, não de apenas da tecnóloga mais usada no domicílio.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Print this pageEmail this to someone