De acordo com um estudo conduzido pela Deco (Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor) em 10 regiões do país, apenas 20% recebe o sinal de TDT em boas condições. Em Portugal, cerca de 16% das famílias dependem exclusivamente da televisão digital terrestre.

O regulador Anacom divulga informação diária, no seu portal, sobre a disponibilidade e a estabilidade das emissões de TDT. Esses relatórios apresentam conclusões positivas. Porém, a Deco tem uma opinião diferente.

Na região de Monte Gordo, por exemplo, onde a MEO, que gere a plataforma de TDT, e a Anacom apresentam uma total ausência de problemas, os nove locais onde foram efetuadas medições registraram valores de potência insuficientes e níveis elevados de ruído que não permitem uma recepção de qualidade.

Segundo informa SapoTEK, nas restantes regiões analisadas (Chaves, Espinho, Gavião, Penalva do Castelo, Carcavelos, Foz do Arelho, Alvito, Ourique e Portimão) onde foi medida a qualidade do sinal da rede de frequência única (canal 56), apenas Chaves mostrou estar concordante com os estudos apresentados pela MEO, e em Alvito a cobertura era melhor do que a divulgada.  Em todas as outras regiões registrou-se a situação inversa.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Print this pageEmail this to someone