O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) está se movimentando para avaliar a questão da joint-venture entre as emissoras de TV aberta SBT, Record e RedeTV! e na sexta-feira (13) aceitou os argumentos da operadora Claro, que assim como as demais se mostrou contra a criação do grupo.

Ao mesmo tempo, o órgão também negou o pedido da NeoTV (associação de operadoras de TV menores e outros prestadores de serviços de telecomunicações) de entrar como parte interessada no processo. Além da Claro, a operadora Sky e a Associação Brasileira de TV por Assinatura (Abta) já estão ingressadas como partes interessadas desde o início do processo.

O objetivo da nova empresa com as três emissoras é vender sua programação às operadoras de TV paga após a migração para TV digital. A criação da empresa foi autorizada sem restrições pelo Cade no início de outubro, mas as operadoras recorreram a decisão e agora a relatora sorteada, Cristiane Schmidt, está avaliando a questão e ouvindo as argumentações das partes.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Print this pageEmail this to someone

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) está se movimentando para avaliar a questão da joint-venture entre as emissoras de TV aberta SBT, Record e RedeTV! e na sexta-feira (13) aceitou os argumentos da operadora Claro, que assim como as demais se mostrou contra a criação do grupo.

Ao mesmo tempo, o órgão também negou o pedido da NeoTV (associação de operadoras de TV menores e outros prestadores de serviços de telecomunicações) de entrar como parte interessada no processo. Além da Claro, a operadora Sky e a Associação Brasileira de TV por Assinatura (Abta) já estão ingressadas como partes interessadas desde o início do processo.

O objetivo da nova empresa com as três emissoras é vender sua programação às operadoras de TV paga após a migração para TV digital. A criação da empresa foi autorizada sem restrições pelo Cade no início de outubro, mas as operadoras recorreram a decisão e agora a relatora sorteada, Cristiane Schmidt, está avaliando a questão e ouvindo as argumentações das partes.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Print this pageEmail this to someone