Brazilian soccer teams International, Paysandu and Ceará close deals with Esporte Interativo, Goias is still looking

Três clubes de futebol brasileiro fecharam com o canal Esporte Interativo as transmissões dos seus jogos do Campeonato Brasileiro a partir de 2019 na TV paga na última semana. Pela série A, o Internacional de Porto Alegre e pela série B, o Paysandu e o Ceará. O EI também negocia com o Goiás pela série B informa o site “Na Telinha”. Com os acertos, o canal da Turner soma com seis clubes; da série A: Atlético-PR, Santos, Internacional, da série B; Bahia, Ceará e Paysandu.

 

O Internacional, acertou em um esquema diferente dos demais. O clube gaúcho assinou por dois anos, entre 2019 e 2020. O acordo foi anunciado na noite de segunda-feira (14), depois de aprovação no Conselho Deliberativo. Além do tempo de contrato, o vínculo tem um aditivo de renovação por mais quatro, entre 2021 e 2024.

 

Outra diferença em relação aos clubes da série A que já fecharam, é o valor das luvas. O Inter recebeu cerca de R$ 13 milhões (3,152 milhões de euros) por ter assinado o contrato. Ainda segundo o clube gaúcho, a quantia anual a ser recebida vai girar entre R$ 22 milhões e R$ 26 milhões, (5,300 e 6,300 milhões de euros) conforme desempenho e audiência. Se o novo vínculo por quatro anos for assinado, o Inter terá direito a mais R$ 27 milhões (6,546 milhões de euros) de luvas. Assim, totalizará R$ 40 milhões (9,698 milhões de euros) como valor de assinatura.

 

Já os clubes da série B, Paysandu e Ceará, o EI acertou, R$ 10 milhões (2,425 milhões de Euros) por temporada, de 2019 a 2023, além de 20% do valor em luvas, como um bônus pela assinatura do contrato. A proposta é a de praxe para times que estão atualmente na Série B, com luvas de R$ 10 milhões para quem assinar neste momento. Náutico, Paraná Clube e Joinville, foram procurados pelo Esporte Interativo recentemente e também devem chegar a um acordo para série B.

 

Já em Goiânia; Goiás, Atlético Goianiense e Vila Nova receberam propostas do EI, e houve um consenso: a proposta é extremamente tentadora aos clubes, porém a Globo, o Goiás recebe cerca de 30 milhões de reais (7,273 milhões de euros) pelos direitos de transmissão em TV aberta, fechada e pay-per-view da Globo e EsporTV. Já o Atlético Goianiense e o Vila Nova vão receber em 2016 cerca de 4 milhões e 400 mil reais (1,067 milhões de euros) pelos jogos da Série B. O Esporte Interativo espera que os clube consigam o acesso à Série A até 2019.