Brasil tem a terceira internet mais rápida da América Latina para assistir ao Netflix

O serviço de streaming Netflix realiza um estudo mês a mês para ver a velocidade da internet que os países têm disponível para os clientes assinantes. Em dezembro de 2015 a empresa constatou que a velocidade média de banda larga residencial mais rápida foi chilena, com o Brasil ocupando o terceiro lugar na América Latina.

O GTD do Chile foi o líder com velocidade de conexão de 3.95 Mbps, seguido por Totalplay do México com 3.90 Mbps e Live Tim, do Brasil, com velocidade de 3.59 Mbps. Em seguida vêm a Colômbia, onde a companhia Telmex ultrapassou a ETB e garantiu o quarto lugar com 3.05 Mbps na conexão.

A internet da Tim tem mantido a liderança nas últimas classificações e cresceu 0,09 Mbps no último semestre, quando em agosto registrava 3.50 Mbps de velocidade. O Netflix recentemente anunciou novidades, dentre elas as novas transmissões em qualidade HDR e 4K, que consomem mais banda larga e devem acarretar em mudanças nos próximos rankings de Internet.

Brasil tem a terceira internet mais rápida da América Latina para assistir ao Netflix

O serviço de streaming Netflix realiza um estudo mês a mês para ver a velocidade da internet que os países têm disponível para os clientes assinantes. Em dezembro de 2015 a empresa constatou que a velocidade média de banda larga residencial mais rápida foi chilena, com o Brasil ocupando o terceiro lugar na América Latina.

O GTD do Chile foi o líder com velocidade de conexão de 3.95 Mbps, seguido por Totalplay do México com 3.90 Mbps e Live Tim, do Brasil, com velocidade de 3.59 Mbps. Em seguida vêm a Colômbia, onde a companhia Telmex ultrapassou a ETB e garantiu o quarto lugar com 3.05 Mbps na conexão.

A internet da Tim tem mantido a liderança nas últimas classificações e cresceu 0,09 Mbps no último semestre, quando em agosto registrava 3.50 Mbps de velocidade. O Netflix recentemente anunciou novidades, dentre elas as novas transmissões em qualidade HDR e 4K, que consomem mais banda larga e devem acarretar em mudanças nos próximos rankings de Internet.