Na última semana, dia 1 de abril, o Ministério das Comunicações do Brasil, publicou a portaria que aprova o switch-off, o desligamento das transmissões das programações, realizados até o dia 1 de março de 2016 em todas as emissoras de televisão em tecnologia analógica no município do Rio Verde no estado de Goiás.

 

Para o ministro André Figueiredo, o desligamento na cidade piloto de Rio Verde foi plenamente exitoso com sucesso. E salienta que a cidade é a primeira fazer o switch-off analógico na América do Sul para emissão do sinal de qualidade digital. Para o ministro, a experiência no município servirá de aprendizagem para o mesmo em Brasília e nas cidades entorno, marcado para o dia 26 de outubro deste ano.

 

“Nós temos esse aprendizado que será aplicado em Brasília para que o desligamento não ocorra com um percentual menor do que os 93%”, afirmou Figueiredo. Para a capital Federal, a previsão é de que serão distribuídos 370 mil conversores e antenas para os beneficiários do Bolsa Família e dos demais programas sociais do governo.

 

Na assinatura, o ministro reconheceu que o município teve o desligamento do sinal analógico da TV aberta fora da meta de aferição dos domicílios aptos a receberem as transmissões digitais. Com 86%, abaixo do percentual estabelecido de 93%. “Na verdade, em nível mundial, o percentual de pessoas que deixam para comprar uma nova TV ou um conversor, ela orbita de 15% para cima e em Rio Verde não foi diferente”, disse. Mas ressaltou que esse número, que foi apoiado pelos radiodifusores, em 15 dias após o switch-off subiu rapidamente, com acréscimo de 10 pontos percentuais.

 

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Print this pageEmail this to someone