Band do Brasil investe em novelas turcas e quer voltar a produzir suas próprias

A emissora brasileira de TV aberta Bandeirantes se animou com o sucesso da exibição da novela turca Mil e Uma Noites, que triplicou a audiência do canal no horário, e anunciou duas novas novelas na sequência, Fatmagül – A Força do Amor e uma terceira ainda sem nome divulgado.

Enquanto a audiência entre 20h25 e 21h20 ficava com um ponto, desde a exibição da novela a média chegou a quatro pontos no Ibope (em São Paulo, um ponto equivale a 67 mil residências sintonizadas). Na próxima segunda-feira (31) começa a exibição de Fatmagül, que já foi exibida em mais de 30 países. A estreia dividirá o horário com as duas semanas finais da atual Mil e Uma Noites, uma estratégia iniciada nas emissoras abertas pelo SBT.

O plano do canal é voltar a ser reconhecido como provedor de novelas de qualidade, com a fixação do horário pelo público para futuramente retomar a produção própria. A última novela produzida pela Band foi Água na Boca (2008), um fracasso de audiência. “Nossa estratégia é de longo prazo. Queremos consolidar essa faixa com títulos de qualidade e que agradem o público brasileiro para, em seguida, produzirmos nossas próprias novelas”, afirmou Diego Guebel, diretor geral de conteúdo da Band, ao portal UOL.

Band do Brasil investe em novelas turcas e quer voltar a produzir suas próprias

A emissora brasileira de TV aberta Bandeirantes se animou com o sucesso da exibição da novela turca Mil e Uma Noites, que triplicou a audiência do canal no horário, e anunciou duas novas novelas na sequência, Fatmagül – A Força do Amor e uma terceira ainda sem nome divulgado.

Enquanto a audiência entre 20h25 e 21h20 ficava com um ponto, desde a exibição da novela a média chegou a quatro pontos no Ibope (em São Paulo, um ponto equivale a 67 mil residências sintonizadas). Na próxima segunda-feira (31) começa a exibição de Fatmagül, que já foi exibida em mais de 30 países. A estreia dividirá o horário com as duas semanas finais da atual Mil e Uma Noites, uma estratégia iniciada nas emissoras abertas pelo SBT.

O plano do canal é voltar a ser reconhecido como provedor de novelas de qualidade, com a fixação do horário pelo público para futuramente retomar a produção própria. A última novela produzida pela Band foi Água na Boca (2008), um fracasso de audiência. “Nossa estratégia é de longo prazo. Queremos consolidar essa faixa com títulos de qualidade e que agradem o público brasileiro para, em seguida, produzirmos nossas próprias novelas”, afirmou Diego Guebel, diretor geral de conteúdo da Band, ao portal UOL.